segunda-feira, 10 de março de 2014

Porque falamos sério! V



NÃO HÁ LUGAR COMO NOSSO LAR...


Talvez a referência que mais se aproxime dos nossos sonhos de voltar ao momento exato em que fomos felizes, seja a de Dorothy no Mágico de Oz, em que ela bate o calcanhar três vezes entoando "não há lugar como nosso lar" e ao abrir os olhos, volta ao momento exato em que muito antes, havia deixado seu antigo lar. E tudo está exatamente como ela deixou...

Há na fantasia dos contos de fada um detalhe que passa despercebido de todos: o tempo não para. Ele continua correndo; as pessoas continuam vivendo e seguindo adiante, da mesma forma que você! E essa ignorância sobre o tempo faz com que tenhamos essa fantasia de que podemos voltar sem que nada tivesse mudado. Afinal de contas, foi apenas nós que fomos embora, tal qual Dorothy...

Relacionamentos continuam seguindo, mesmo que não façamos mais parte deles. Isso é um fato. Quem deixou ou quem foi deixado continua vivendo, sem que o tempo congele até tudo se resolver. Resignificamos momentos. Damos novos sentidos à sonhos e projetos. Vemos o outro de outra forma. O que era significativo, já não tem significado algum...

E ficar preso à esse passado faz com que nos frustremos, pois não há um recomeço. O que pode acontecer é o começo de uma nova história. E não, nem você e nem o outro serão os mesmos e nem deverão esperar reviver nada. O passado é passado, o hoje pode ser o que quer que vocês desejem...

Um comentário:

Patricia Romanato disse...

Dizer o que achei... perfeito.

 
Real Time Analytics